Menu

Everton Paim empurra vereador para a oposição e é chamado a atenção pelo Presidente da Câmara

19 DEZ 2017
19 de Dezembro de 2017

Em sessão extraordinária, realizada na manhã desta segunda-feira (18) em Simões Filho, os vereadores aprovaram alguns projetos importantes, que inclusive autorizam o Executivo Municipal a tomar empréstimos junto a Caixa Econômica Federal, para o financiamento de obras de infraestrutura e transporte público.

Ao chamar a atenção das comunidades mais necessitadas no que se refere às intervenções de saneamento básico, o vereador Everton Paim citou a localidade do Sossego, no bairro Ilha de São João, reduto político do vereador Laércio Valentim, dizendo que “é preciso que os vereadores eleitos acompanhem o prefeito em suas idas as comunidades, para garantir que suas principais demandas sejam atendidas”.

Sobre a posição de Laércio, Everton ainda disse que era “importante ele se pronunciar e dizer sobre a vontade do prefeito em trabalhar, porque quando o edil vota a favor de um projeto como este, está votando em um projeto que vai beneficiar a sua comunidade”.

Discordando do ponto de vista de Everton, o presidente da mesa diretora, Genivaldo Lima defendeu Laércio, salientando que ele nunca se colocou nem como posição, nem como oposição e sim a favor do povo simõesfilhense. Genivaldo ainda ressaltou que fazia o esclarecimento para que “as pessoas não pensassem que Laércio é oposição”.

A fim de se justificar, Valentim fez uso da palavra para enfatizar e chancelar a fala do presidente da casa, afirmando que não está pensando em fazer política e sim gestão para o seu eleitorado.

“Eu quero parabenizar o presidente por colocar minha situação. A minha gestão é minha e do povo simõesfilhense. Eu não faço parte da gestão passada, eu faço parte da gestão atual, onde eu sou vereador e sempre deixei claro que estou aqui para fazer gestão e não política.

Com tom de quem colocaria um ponto final na discussão, Laércio revelou que vai fazer política na época certa, porque quem o elegeu foi o povo e não partido, nem mesmo a gestão anterior. Ainda assim, o edil colocou que o prefeito Dinha está em débito com ele, porque ainda não atendeu alguns pedidos de sua comunidade.


INFORMAÇÕES: Mapele News

Voltar
Tenha você também a sua rádio