Menu

"Antes tarde do que nunca, veio assinar o cheque para quitar o débito", diz Louro Assis ao Prefeito Dinha

03 OUT 2017
03 de Outubro de 2017

O prefeito Diógenes Tolentino assinou na última segunda-feira (02) a ordem de serviço para o início das obras de construção da Praça, na Quadra 7, do CIA I. A solenidade foi realizada na Rua Paraguaçu, local onde a praça será construída.

Morador do bairro a mais de 40 anos, Louro Assis, como é popularmente conhecido em Simões Filho fez o uso da palavra durante a solenidade de autorização da obra e com muita irreverência, utilizou um velho ditado popular para ilustrar a sensação de gratidão daquela comunidade em ser neste momento contemplada pelo poder público.

“Antes tarde do que nunca”, disse ele fazendo alusão à história de um sertanejo que se alegra com a chegada da chuva ainda que ela venha bem depois do tempo previsto para o plantio.

De acordo com Louro, a comunidade carece de intervenções voltadas para a área de esporte e lazer há muitos anos e se lembrou da antiga promessa que Dinha fez enquanto ainda vice-prefeito da cidade, mas que só agora pôde realizar.

“Este débito aqui com a Q7 já dura ao menos 12 anos. Na época em que o prefeito hoje era vice, ele dizia que iria fazer esta obra aqui, mas infelizmente ele era vice-prefeito e dizem que o vice não manda, não sei se agora ele manda, mas na época de Dinha ele dizia que não mandava”, enfatizou Assis.

Para ele, embora tenha cobrado a construção da praça para outros ex-gestores, ninguém melhor do que o prefeito atual para realizá-la, já que em oportunidade anterior teria se comprometido e não conseguiu executar.

“Quis Deus que esta obra viesse com Dinha, porque ele está fazendo uma quitação de um débito que ele tentou fazer naquela época e não foi possível. Com isso, se passaram 12 anos e agora Diógenes Tolentino, acreditando na força do povo e na força de Deus neste momento vem aqui assinar o cheque”, disse ele.

Assis ainda foi enfático em afirmar que a gestão só acontece se o povo cobrar o que realmente é relevante. Caso contrário, a administração acaba se dando por satisfeita e deixando tudo por fazer.

“O administrador está aí para fazer e nós agradecemos. Agora, é preciso entender que qualquer governo no mundo é movido a pressão e essa pressão quem faz é o povo. Se o povo se une e cobra, o administrador faz, mas se o povo fica sentando esperando, a cidade não cresce e o administrador acha que está tudo certo e deixa de fazer” ressaltou.

Para finalizar, o líder comunitário agradeceu a atenção que a prefeitura tem dado a localidade do CIA I e voltou a dizer que “Dinha está quitando o débito feito anteriormente com a comunidade”.


FONTE: Mapele News

Voltar
Tenha você também a sua rádio