Acesse nossa rádio também nas redes sociais:

Baixe já o nosso aplicativo!

Quanto custa viajar para a Copa do Mundo de 2018 na Rússia

14 JUN 2017
14 de Junho de 2017

São Paulo – Falta um ano para a Rússia ser a anfitriã de uma Copa do Mundopela primeira vez, entre 14 de junho e 15 de julho de 2018. Depois da Copa no Brasil, deu para sentir que você não precisa ser um apaixonado por futebol, nem ir a todos os jogos, para curtir o evento.

Ficou com vontade de ir para a Rússia, mas não tem ideia do preço? Os fundadores do site Quanto Custa Viajar, especialistas no assunto, acabaram de voltar do país e contam quanto custa essa viagem.

Amanda Santiago e Fabio Yamahira passaram dez dias no país, fora o tempo de voo, divididos entre Moscou e São Petersburgo. O casal tem uma notícia boa: viajar pela Rússia é menos caro do que eles imaginavam. “Tirando a passagem aérea, os preços lá são muito parecidos com os preços do Brasil”, conta Amanda.

Para fazer uma viagem confortável, sem passar por perrengues, mas também sem luxo, o casal gastou 4 mil reais, incluindo todos os custos, menos as passagens aéreas. Os voos pesam bastante no bolso: custam cerca de 4 mil reais, mesmo comprados com antecedência.

“Nós conseguimos uma maravilhosa promoção de passagem e pagamos 2 mil reais por pessoa, mas, com a demanda alta, dificilmente quem planeja ir para a Rússia na Copa vai conseguir esse preço”, comenta Amanda.

Ou seja, para viajar confortavelmente, é provável que você gaste cerca de 8 mil reais, somando a passagem e os custos no país. É bom reservar os voos com, no mínimo, seis meses de antecedência, segundo a editora do site.

Transporte

Na Rússia, é possível viajar de uma cidade para a outra de trem ou de avião. As passagens aéreas são mais baratas que as de trem, segundo Amanda, mas os aeroportos ficam distantes do centro da cidade. Os valores do trem variam conforme o dia e o tempo de viagem.

Os fundadores do Quanto Custa Viajar pagaram cerca de 380 reais por pessoa (valor já convertido do rublo, a moeda da Rússia) na viagem de trem rápido de Moscou a São Petersburgo. Na volta para Moscou, foram de avião e pagaram em torno de 245 reais por pessoa, pela companhia Aeroflot.

“Trem é mais caro porque é mais rápido, mas vale a pena comprar voos internos pelas companhias de baixo custo, com alguns meses de antecedência”, recomenda Amanda.

Nas cidades, o transporte de metrô é o mais barato e funciona bem, segundo a viajante. A passagem de metrô custa cerca de três reais. Os estádios de Moscou e São Petersburgo ficam longe do centro, mas vale a pena ir para os jogos de metrô e trem, pagando cerca de 10 reais por trecho.

Os táxis na Rússia não têm taxímetro e é preciso negociar o valor com o motorista. Por isso, para evitar explorações, a editora do Quanto Custa Viajar recomenda usar os aplicativos Uber, GetTaxi ou Yandex Taxi.

“É melhor evitar os horários de pico, porque o trânsito na Rússia é bem maluco. Andar de carro é uma emoção”, conta Amanda.

Alimentação

Se você quer economizar em alimentação na Rússia, é melhor fugir dos restaurantes. Em Moscou, a taxa de serviço padrão é de 18%. “É melhor comer em fast-foods russas. Você come muito bem, de forma mais saudável, a preços mais amigáveis”, aconselha a editora do site.

Nos supermercados da Rússia, os preços de muitos produtos são mais baratos que no Brasil. “Pagamos 60 centavos em dois litros de água. Só as frutas e verduras que são mais caras”, conta Amanda.

Ingressos dos jogos e atrações

A Fifa já anunciou os valores dos jogos da Copa 2018. Para estrangeiros, o preço dos ingressos parte de 105 dólares (cerca de 350 reais). A venda de ingressos ainda não começou e será anunciada no site da Fifa.

Fora os jogos, o valor das atrações turísticas na Rússia, em geral, é mais barato que no Brasil. Enquanto o ingresso do bondinho do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro, custa 80 reais, a entrada no Hermitage, um dos maiores museus de arte do mundo, em São Petersburgo, sai por cerca de 35 reais.

Em Moscou, o ingresso para as principais atrações turísticas custa entre 15 reais e 56 reais, segundo o Quanto Custa Viajar.

Hospedagem

Como em qualquer grande cidade, em Moscou e em São Petersburgo há opções de hospedagem para todos os bolsos e gostos. Não vale a pena alugar quarto ou casa pelo Airbnb na Rússia, segundo Amanda, pois há hotéis confortáveis, com boa localização, pelo mesmo preço.

É provável que a hospedagem na Rússia fique mais cara durante a Copa do Mundo, mas, mesmo assim, os preços dos hotéis não assustam em comparação a outras grandes cidades no mundo. “Vale a pena buscar hotéis mais afastados do centro, próximos de metrô. Ficamos em um hotel maravilhoso e pagamos um preço de Ibis”, conta Amanda. É possível encontrar bons hotéis com diárias por menos de 200 reais para casal.

Voltar

Início      A rádio      Programação      Blog      Galeria      Contato